Você sabe quais plásticos não são recicláveis?

Todos os dias usamos diversos produtos feitos ou embalados em plásticos. Mas você sabia que nem todos podem ser reciclados no final da sua vida útil?

Já parou para pensar em quantos itens da sua rotina são produzidos com plástico? E o descarte desses itens, será que você está fazendo corretamente? É muito importante saber separar o lixo e também cada material que pode ser reciclado.

Os plásticos que chegam ao aterro sanitário, levam muito tempo para se decompor, sendo altamente prejudiciais ao planeta. Uma forma de diminuir o volume de resíduos plásticos gerados é ter um consumo consciente em relação a esses materiais, para diminuir esses resíduos. Isso pode ser feito com atitudes simples, como substituir as sacolas descartáveis de mercado por ecobags reutilizáveis, por exemplo.

Além disso, existem diversos tipos de plástico, o que piora ainda mais o problema. Grande parte ainda pode ser reaproveitada e reciclada, mas outros não são compatíveis com o processo. Saiba como identificar esses plásticos não recicláveis:

Plásticos não recicláveis

Poliuretano

O poliuretano está presente em diversos materiais como: esponjas, colchões, estofados, travesseiros, solados de calçados, pratos e também peças industriais elétricas. São muito flexíveis, resistentes e difíceis de reciclar – são termofixos. Isso significa que não derretem como o plástico usado na produção da garrafa PET, conhecido como termoplástico.

O ideal é procurar soluções alternativas de encaminhamento desse tipo de plástico, como a Terracyle, empresa que recolhe produtos de difícil reciclagem, como esponjas de limpeza doméstica, desviando-as de aterros e lixões para transformá-las em matéria-prima, para voltarem para a cadeia produtiva.

Acetato-vinilo de etileno (E.V.A)

O E.V.A também é um material flexível e resistente. É encontrado em solados de chinelos, equipamentos de academia, brinquedos, etc. Uma vez que seja moldado, não pode ser remodelado. Assim como outros tipos de plásticos, ele demora centenas de anos para se decompor e, por isso, deve ser reutilizado várias vezes antes de ser descartado, pois não poderá ser transformando em um novo produto. Afinal, durante o processo de reciclagem, o material pode perder as suas características originais e não servir para nova matéria-prima.

Baquelite

É uma resina sintética resistente ao calor, de baixo custo, e que pode ser moldada em sua fase inicial de produção. É utilizada em cabos de panela, peças de rádio e telefone e também interruptores. Hoje, ela não é mais muito usada e aparelhos feitos deste material são artigos para colecionadores.

Assim como o plástico poliuretano, baquelite é um plástico termofixo e resiste a altas temperaturas. Sendo muito difícil reaproveitar o material.

Embalagens PET coloridas

Não é só porque é garrafa PET é que é reciclável. Algumas embalagens coloridas, como a de ketchup ou mostarda e até mesmo de água mineral, que algumas empresas lançaram garrafas cor-de-rosa – não são recicláveis. Na hora da reciclagem, estas cores não são misturadas com as tradicionais: verde, cristal e marrom. E acabam sendo destinadas à aterro.

Embalagens metalizadas

Salgadinhos e balas são embrulhados em papeis metalizados, que têm um alto custo e baixo retorno na reciclagem, por isso as cooperativas não os recolhem. Isso porque, na prática, esse material é constituído por uma mistura de diferentes plásticos, o que dificulta o seu processo de reciclagem. O ideal é evitar.

Bandejas de isopor e copos de acrílico

Dependendo da cidade, esse tipo de plástico é enviado à reciclagem. Sua transformação em novos produtos depende de uma cadeia de logística reversa que a grande parte das cidades não possui. Pesquise se na sua região existe essa coleta, mas evite, sempre que possível.

A reciclagem do acrílico, assim como o isopor, depende da localidade e da cadeia de logística reversa existente, sendo em sua grande parte, enviado à aterro sanitário. O ideal é evitar. Você pode trocar os copos de acrílico por opções reutilizáveis, como os feitos de plásticos duráveis e livres de BPA.

evitar o uso de plásticos não recicláveis, copos reutilizáveis, meu copo eco

Oxibiodegradável

Os plásticos oxibiodegradáveis são conhecidos pelas sacolas oferecidas nos mercados, quando o debate sobre sustentabilidade e consumo consciente começaram. Mas, mesmo sendo apresentado como uma solução ambiental, o plástico oxibiodegradável é inviável para a reciclagem. E sua degradação gera microplásticos como resíduos, que são prejudiciais à vida no planeta.

Para evitar esse tipo de plástico, você pode investir em uma ecobag e netbags, as sacolas reutilizáveis. A Beegreen® conta com diversas opções de cores e modelos, como renda, para carregar no ombro ou na mão, além das opções para comprar em lojas a granel. É perfeita para evitar levar esse tipo de plástico para sua casa.

evitar plásticos não recicláveis, netbag, ecobag, sacolas reutilizáveis

Como encaminhar os plásticos que não são recicláveis

Muitos dos plásticos não recicláveis ainda não possuem uma destinação correta. Porém, com tecnologia avançada é possível que novas formas de reciclagem ainda surjam e amenizem esse problema – como aconteceu com o isopor, que era considerado um material não reciclável e, hoje, já existem processos que reutilizam o produto. Mas, como essa ainda não é a realidade para muitos plásticos veja algumas dicas sobre como evitar o consumo de plásticos não recicláveis:

Para os plásticos que estão presentes em eletroeletrônicos, o ideal é utilizar esses produtos até o fim da sua vida útil. Por exemplo, computadores que não funcionam mais podem ser devolvidos ao canal de logística reversa do fabricante ou destinado a locais que desmontam e reaproveitam as peças para reciclar. Os aparelhos eletrônicos que ainda funcionam podem ser doados às instituições que necessitem.

Adesivos, fraldas descartáveis, absorventes e espumas devem ser evitados ao máximo. Prefira produtos reutilizáveis e orgânicos, como fraldas de algodão, coletores de silicones e buchas vegetais.

Agora, você já consegue diferenciar os tipos de plásticos, recicláveis ou não, mas só isso não basta, é preciso garantir a reciclagem dos itens encaminhando corretamente. Verifique os horários do caminhão de coleta seletiva de sua cidade, os Pontos de Entrega Voluntária (PEV) e os Canais de Logística Reversa dos Fabricantes.

Você ainda pode aplicar os conceitos de consumo consciente e sustentabilidade na sua rotina, trocando diversos produtos descartáveis por opções reutilizáveis. Desde canudos de inox, ecobags, copos reutilizáveis, escovas de dente e talheres de bambu.

evitar plásticos não recicláveis, escova de bambu, beegreen

Que tal começar ainda hoje? Entre na nossa página de downloads e encontre diversos materiais para você se inspirar a ter uma rotina mais sustentável, baseada no consumo consciente. Confira todos os nossos produtos no nosso site.

Lembre-se a mudança de hábito começa por você!

Beegreen® é uma empresa ecologicamente responsável, que acredita na sustentabilidade e no consumo consciente. Siga nossas redes sociais, FacebookInstagram e Linkedin, para saber de todas as nossas novidades.

20 Comments

    • Beegreen®
      Olá Douglas, tudo bem? A natureza é perfeita e precisamos imitar o ciclo natural, inclusive excluindo e evitando os plásticos que não são reciclados ainda, optando por embalagens mais sustentáveis e de fato recicláveis.
  1. Prezados, não entendi pq o Plástico Rosa não é reciclável e o verde e o marrom sim... podem dar mais detalhes, por favor... obrigada!
    • Beegreen®
      Olá, tudo bem? O que dita no mercado da reciclagem é a quantidade do mesmo material para sua recuperação. No caso das embalagens coloridas, como a rosa, a quantidade de produtos que existem no mercado que utilizam essa embalagem pode ser muita baixa, ou seja, demora para que uma cooperativa junte uma quantidade significativa de plásticos rosas, o que muitas vezes, acaba por serem descartados como não recicláveis. Mesma coisa com embalagens vermelhas e amarelas. O ideal é sempre optar por embalagens transparentes.
  2. Aquelas embalagens de plástico de molho de tomate são recicladas? Por serem vermelhas fiquei na dúvida, além disso não sei se o interior das embalagens são metalizadas.
  3. Gostei muito parabéns ao site Tudo que eu queria saber tirei minhas dúvidas sobre matérias não recicláveis rapidinho obrigado.
  4. O tanquinho de lavar, somente a parte plástica, sem contar motor etc, é reciclável todo a carcaça plástica do tanquinho?
    • Beegreen®
      Olá Luis, tudo bem? Os eletrodomésticos, conhecidos como linha branca, podem dar origem a novos produtos, mas vai depender da eficiência obtida na coleta (logística reversa) e na linha de desmontagem. Em alguns casos, até 95% dos materiais são recicláveis e apenas 5% deveriam, de fato, ir para o lixo. Aço, cobre, espumas e até ouro estão entre os recicláveis mais valiosos. No Portal E-cycle você fica por dentro dos locais e pode dar um destino correto aos objetos sem uso, acesse: https://www.ecycle.com.br/postos/reciclagem.php
    • Beegreen®
      Olá Angelo, tudo bem? O plástico que envolve a massa de pastel é reciclável, mas quase nunca reciclada. Isso acontece porque é necessário um volume muito grande para que isso aconteça, além disso por ser um plástico muito leve, ele tem mais chances de ser carregado pelo vento e acabar nos oceanos. Por isso, opte por fazer a sua própria massa de pastel ou prefira embalagens e fornecedores que não utilizem este material. Uma boa alternativa é utilizar os panos com cera de abelha ou até folha de bananeira como alternativa a este plástico descartável. :)
    • Beegreen®
      Olá Renata ! Elas possuem tecnologia para serem recicladas, porém, desconhecemos de indústrias que o reciclam e as cooperativas descartam por conta do baixo valor de mercado!
  5. Muito triste que vamos ao mercado e jade tudo é de plástico, embalagens de salgadinhos, bolachas, quiser tudo e muitas vezes oq seria reciclável (q separamos para a coleta seletiva) não é reciclado por conta de não haver indústrias que reciclem. Como reduzir todo esse impacto ambiental se não há políticas públicas efetivas? As pessoas sabem o que é reciclável e não separam, por outro lado a indústria sabe também, e continua fazendo embalagens desse material. Sério isso me deixa triste demais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os produtos

Precisa de Ajuda?