[Episódio 1] #ConheçaElas: mulheres que cuidam do mundo

Recentemente, lançamos o movimento “#ConheçaElas: mulheres que cuidam do mundo” para darmos visibilidade aos projetos sociais e ambientais organizados, idealizados, liderados ou gerenciados por mulheres. O objetivo é darmos voz e empoderamento para pessoas que lutam por um mundo melhor, pois acreditamos que a mudança de hábito começa em cada um de nós.

O movimento funciona assim, você inscreve o seu projeto ou o qual você conhece neste formulário, nós vamos ler tudo com muito carinho, conhecer o trabalho e entraremos em contato para divulgarmos. Tudo isso, porque acreditamos que para mudarmos o mundo é necessário união, como diz aquele velho ditado, “juntas somos mais fortes!”

Já estamos com muitos projetos incríveis selecionados e começamos hoje mesmo a divulgar três grandes projetos que trabalham por um mundo mais consciente. Veja abaixo os primeiros projetos sociais escolhidos na campanha.

EcomAmor: todos temos direito a uma alimentação saudável

ecomamor-impacto-ambiental-com-sustentabilidade

Da esquerda para a direita: Rayana Almeida (diretora financeira), Jordana Mendonça (diretora executiva), Bárbara Lopes (diretora de relacionamento), Melina Charalabopoulos (diretora de execução técnica)

Idealizado por Jordana Mendonça, o Instituto EcomAmor é uma ONG goiana que surgiu da necessidade de conectar pessoas à agricultura. O projeto foi criado em setembro de 2016 para defender o direito de acesso a alimentos saudáveis e culturalmente adequados a todos os cidadãos, visando um desenvolvimento emocional, físico e intelectual pleno.

Por meio de hortas urbanas agroecológicas, o grupo reúne mais de 300 voluntários e, juntos, já realizaram mais de 23 hortas urbanas, fortalecendo comunidades para promoção da saúde, resgate de saberes tradicionais e capacitação técnica.

Para conhecer mais deste projeto de alimentação saudável, orgânica e de consciência ambiental, você pode entrar em contato direto com essas mulheres incríveis! Acesse o site do Instituto e conheça o trabalho delas pelas redes sociais, elas estão no Facebook, Instagram, e LinkedIn. Se preferir um contato mais direto ou até conhecer o EcomAmor, liga pra elas no telefone (62) 98134-8568. Inspire-se com esta causa!

Quintana Ecogastronomia Cultural: alimentação orgânica e cultura

quitanda-alimentacao-saudavel-e-consciente

O nome “Quintana” é uma homenagem ao poeta Mário Quintana

Criado pela Chef Gabriela Vilar, o Quintana Gastronomia trabalha com o conceito de Ecogastronomia Cultural, que traz como princípios a sustentabilidade, a alimentação orgânica e a cultura.

Um dos objetivos do espaço é valorizar o produtor local e conhecer ao máximo de onde vem o que é servido. Por isso, a equipe vai buscar e conhecem o processo de produção de 80% de seus produtos. Com isso, conseguem evitar um grande consumo de embalagens, além de trabalhar para ter uma alimentação consciente e rica de elementos naturais, ervas e especiarias.

E a preocupação ambiental está em todos os processos do espaço. O restaurante realiza a captação da água da chuva e cultiva abelhas sem ferrão, promovendo um consumo consciente e protegendo a natureza.

O mesmo olhar vigora sobre o processo de reciclagem. O local dispõe de lixeiras para separação de resíduos em orgânicos, recicláveis e rejeitos. Com isso, conseguem 100% de compostagem e otimizam a produção de lixo, para que seja a menor possível.

E como comida é cultura, a Chef Gabriela tem a preocupação de trabalhar vários aspectos e culturas diferentes, como o indígena. Por isso, a cada 40 dias novos artistas têm suas obras promovidas com exposições e mostras dentro do restaurante. Além disso, o conhecimento também é estimulado. Com uma biblioteca que oferece mais de 2 mil títulos, todos os livros estão à disposição dos frequentadores para leitura no local ou empréstimo.

Isso tudo reunido em um espaço só! Para saber mais sobre o projeto é só acessar o site e seguir nas redes sociais. Você encontra a Chef no Facebook e Instagram.

BEMAR, berçário marinho: pela preservação das espécies aquáticas

bemar-protejendo-os-mares-com-consciencia-ambiental

Desde o século XIV, uma prática muito prejudicial ao meio ambiente acontece: as chamadas pescas de arrastão. Essa “técnica” consiste em jogar uma grande rede no mar e arrastá-la no fundo do oceano, recolhendo tudo que estiver pela frente. Isso faz com que várias espécies de vida marinha sejam capturadas, mesmo que não tenham uso para os pescadores, causando a destruição de grandes leitos de águas rasas.

Para combater esse problema, a estudante Ana Cléa de Souza Lira deu continuidade ao projeto BEMAR, que era encabeçado pelo biólogo, e seu orientador, João Victal. O projeto tem o objetivo de recuperar o ecossistema marinho por meio de produtores primários, criando alternativas para o pescador não recorrer à pesca de arrastão.

O projeto fica em Tarituba, Paraty, no Rio de Janeiro e também trabalha com a conscientização da população. Com o barco-escola, a BEMAR consegue promover a educação ambiental marinha para escolas da rede pública, privada, universidades e interessados em geral. Além disso, o projeto também é responsável por recuperar e monitorar berçários marinhos, por meio de tanques e berçários feitos com garrafas pets e outras adaptações, sempre com custo baixo e funcional.

Para saber mais sobre o trabalho da Ana e se inspirar a não desistir de grandes causas e a lutar pelo que se acredita, acesse o site da BEMAR.

Você faz parte de algum projeto de social ou conhece alguma mulher faça? Então, cadastre-se no formulário abaixo! Divulgaremos os projetos inscritos, suas atividades e impactos sociais e ambientais para darmos mais visibilidade sobre cada causa defendida.

Para participar basta clicar no link abaixo e preencher o formulário que entraremos em contato

> Seu projeto na Beegreen <

Mas corre, que as inscrições se encerram dia 31 de março!

Aproveite e compartilhe esse texto nas suas redes sociais, assim damos voz a mais mulheres e a projetos incríveis! Quer ficar por dentro das nossas ações? É só seguir a Beegreen no Instagram e no Facebook, nos vemos por lá!

Recommended Posts
Comentários
pingbacks / trackbacks

Deixe um comentário