Como aplicar o consumo consciente durante a Black Friday

A Black Friday traz ótimos descontos, mas mesmo com as promoções o consumo consciente ainda é indispensável, lembre-se que a mudança de hábito começa com você!

O nosso atual modelo de consumo tem se tornado cada vez mais inviável, causando um alto impacto ambiental: a humanidade já consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra.

Caso esse padrão de produção e consumo continue aumentando nesse nível, ou mesmo que mantenha o patamar atual, em menos de 50 anos serão necessários dois planetas para suprir todas as necessidades básicas dos seres humanos, como água, energia e alimento. Porém, não existe uma segunda Terra.

O consumo consciente não significa deixar de comprar, é apenas criar uma percepção de que cada aquisição traz consigo um impacto, positivo ou negativo, na economia, relações sociais e na natureza.

consumimos durante todo o ano, mas durante a Black Friday, na última sexta-feira de novembro, começam oficialmente as compras de Natal e o consumismo aumenta ainda mais. Contando com várias promoções e diversos produtos com descontos, é fácil esquecer do consumo consciente e se deixar levar pelo impulso.

Conheça um pouco mais sobre a história da Black Friday e como continuar aplicando o conceito de consumo consciente mesmo em uma época tão estimulante para comprar.

O que é a Black Friday

A Black Friday começou nos Estados Unidos, como uma forma de inauguração oficial da temporada das compras natalinas. Acontece sempre um dia depois do feriado de ação de graças, na última sexta-feira do mês de novembro.

Com muitos descontos significativos, com produtos a menos da metade do preço, a promoção movimenta diversas lojas do país, algumas abrem com até quatro horas de antecedência na sexta-feira mais aguardada do ano. O grande objetivo da Black Friday é atrair o maior número possível de consumidores, e funciona todos os anos, milhares de pessoas formam filas nas lojas durante esse dia.

Devido ao grande sucesso e procura, a promoção acabou se espalhando pelo mundo. Aqui no Brasil, agora em 2019, a movimentação esperada é de R$ 3 bilhões, apenas no comércio eletrônico.

As promoções da Black Friday incentivam o consumo excessivo, motivado apenas pelo sentimento de posse e não de bem-estar ou necessidade. Segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 52% dos brasileiros já fizeram compras por impulso nos últimos três meses. Os descontos encorajam as pessoas a comprarem coisas que não precisam.

Leia mais: consumo consciente e sustentabilidade: conheça a reciclabilidade dos materiais

Como deixar a Black Friday mais verde

Quando compramos algo novo, toda uma cadeia produtiva é iniciada e a poluição acontece. Afinal, existe uma taxa de emissão de carbono sendo liberada no ar, desde a criação, venda, transporte, uso e o descarte final do produto. Mesmo com os grandes descontos da Black Friday, o custo ambiental é muito alto.

Até mesmo algumas lojas têm se movimentado para diminuir o consumo dessa época: mais de 300 marcas de vestuário se mobilizaram para que os consumidores não comprem durante a Black Friday por motivos ambientais.

A campanha Make Friday Green Again, ou faça a sexta-feira verde de novo, em tradução livre, prevê a diminuição das compras nesse período, conscientizando a população que quanto menos compras fizerem, menor será a pegada ambiental – esse termo é uma forma de contabilizar a pressão causada pelo consumo sobre recursos naturais, todos temos e todos podem diminuir esses efeitos.

Mas não é questão de deixar de comprar, apenas colocar o consumo consciente em prática. Além disso, outra alternativa é aderir aos produtos eco-friendly, ou seja, presentes sustentáveis que sejam tão bons para seus consumidores quanto para o planeta.

O importante é praticar um consumo diferente, que seja instrumento de bem-estar e não um fim em si mesmo. E para aplicar esse contexto em plena Black Friday, conte com os princípios do consumo consciente:

  1. Planeje sempre suas compras;
  2. Avalie o impacto;
  3. Compre apenas o necessário;
  4. Reutilize as embalagens e produtos antes de descartar;
  5. Use o crédito de forma consciente;
  6. Conheça e valorize prática de responsabilidade social das empresas;
  7. Divulgue o consumo consciente com o seu círculo social.

Ações de rotina podem ter um grande impacto no futuro do planeta. Lembre-se: a mudança de hábito começa com você.

A Beegreen é uma empresa ecologicamente responsável, que acredita na sustentabilidade e consumo consciente. Siga nossas redes sociais, Facebook e Instagram, para saber de todas as nossas novidades.

Recommended Posts

Deixe um comentário