Professor: como trabalhar a consciência ambiental na escola?

Como uma das profissões mais importantes, os professores também podem ajudar a trabalhar sustentabilidade e consciência ambiental com as crianças!

A educação é um processo longo e contínuo que ajuda a formar cidadãos. E nesse mês de outubro comemoramos o Dia do Professor, uma das profissões mais importantes da nossa sociedade. Dentre as muitas atividades dos professores, o caráter de introduzir novos temas e instigar o pensamento crítico é um dos mais valiosos para os alunos. Por isso, é interessante abordar um assunto de extrema relevância social: a sustentabilidade

Com algumas atividades desenvolvidas dentro e fora da sala de aula, o professor tem a chance de demonstrar a importância da consciência ambiental, especialmente durante o ensino fundamental. É uma estratégia para sensibilizar os alunos a se tornarem mais participativos na defesa do meio ambiente. Afinal, com os altos níveis de poluição e desmatamento, é crucial que sustentabilidade e práticas de consumo consciente sejam apresentadas ainda na escola.

A ONU Meio Ambiente criou uma campanha para incentivar essas discussões no ambiente escolar. O Desafio de Volta às Aulas Mares Limpos é focado nos professores brasileiros e visa a criação de projetos que busquem reduzir o uso de plástico descartável na escola e no dia a dia dos alunos. Para saber como participar os docentes podem conferir o manual completo da ONU.

Educação Ambiental

A educação ambiental começou a ser discutida ainda nos anos 1960. Depois de inúmeros desastres ecológicos – como o nevoeiro de poluição em Londres que causou a morte de mais de mil pessoas – foi decidido que o tema de sustentabilidade e cuidados com o meio ambiente deveria ser abordado com mais frequência, inclusive nas escolas.

A população abriu os olhos para o fato dos recursos naturais serem escassos e que era necessário adotar novos hábitos. A partir disso, algumas alternativas, como a reciclagem de materiais, começaram a ser analisadas. E por que discutir e orientar as crianças sobre essas preocupações dentro da sala de aula?

Aqui no Brasil a conservação ambiental nas escolas tem até mesmo uma base política. A Lei Nº 9.795, de 27 de abril de 1999 prevê que a educação ambiental deve estar presente e ser desenvolvida em diferentes níveis educacionais, em escolas públicas e privadas.

Em muitos outros países existem disciplinas que envolvem ecologia e sustentabilidade. Na Romênia, por exemplo, o jardim de infância conta com programas para envolver as crianças nessas discussões e promover mudanças. Elas participam do plantio de árvores, brincam em áreas verdes, coletam resíduos recicláveis e cuidam de jardins. Tudo feito e cuidado pelos alunos, com a orientação de seus professores.

Leia mais: como repensar meu dia a dia e praticar o consumo consciente.

Como aplicar a Educação Ambiental na sua escola

Nos primeiros anos escolares as crianças apresentam uma curiosidade natural para a mais variada gama de assuntos. Por isso, nesses primeiros estágios é essencial fazer com que elas tenham contato com a natureza. É importante ensinar sobre poluição e como podem cuidar do meio ambiente, assim as crianças desenvolvem uma consciência sobre ecologia e sustentabilidade. Mas, como aplicar os conteúdos de sustentabilidade e ecologia na sala de aula

A nossa primeira dica é criar uma horta, ou jardim, com as crianças. Isso coloca elas em contato direto com a terra. E cuidando de uma planta, é possível ensinar sobre responsabilidade, além de mostrar como nosso planeta também precisa de certos cuidados para prosperar.

Também é possível fazer uma aula de observação. Levar os estudantes para sair pelo bairro, notando a quantidade de lixo que pode estar espalhada pelas ruas. Nessa aula pode ser apresentado sobre o tempo de decomposição de cada material e a importância de separar resíduos e o processo de reciclagem.  

Outra dica é criar uma oficina de reciclagem na sala. Você pode pedir para que eles tragam produtos, como garrafas pet, caixas de papelão e palitos de sorvete. A ideia é transformar esses materiais em brinquedos novos e coloridos, abusando da criatividade.

Leia mais: o impacto do copo plástico descartável no meio ambiente.

Importância de falar sobre Educação Ambiental

É importante que todos nós entendamos que somos parte do meio ambiente. Com ações educativas podemos fazer com que, não apenas as crianças, mas toda a comunidade tenha consciência da realidade em que se encontra nosso planeta e que podemos mudar isso com atitudes diárias.

A educação ambiental é um exercício para a cidadania. Crianças que têm contato com a natureza e atitudes sustentáveis podem criar uma consciência crítica em relação ao planeta e meio ambiente. Desenvolvendo, dessa forma, valores e costumes mais globais, que visam o bem-estar da vida em comunidade.

Tratar sobre sustentabilidade na sala de aula também é uma maneira de estimular as crianças a serem mais ativas em relação a limpeza dos ambientes onde convivem. Esses conhecimentos também podem ser passados pelos alunos para os pais e novos hábitos sustentáveis podem começar também em casa. Cada pequena atitude faz a diferença, afinal, a mudança de hábito começa por você.

Beegreen na escola

Nós da Beegreen estivemos na Escola Municipal Deborah Silva Camargo de Cananéia, no litoral de São Paulo. A escola promoveu diversas ações para diminuir o uso de plástico pelos alunos e familiares. Os alunos participaram de pesquisas extraclasse, criaram um local de coleta de resíduos para serem encaminhados às cooperativas de reciclagem e organizaram um mutirão de limpeza de praia.

O projeto envolveu o apoio da prefeitura para levar os jovens a  outras escolas para divulgar a iniciativa e distribuíram canecas reutilizáveis.

Como premiação, a escola ganhou um bebedouro, copos ecológicos e o certificado PNUMA, da ONU.

“As crianças ficaram bem contentes! Conseguiram movimentar a cidade em relação a esse problema da poluição plástica. Fiquei muito feliz pelo reconhecimento. Acho que é algo que eles vão levar para vida toda, até porque foi tudo criado e protagonizado por eles”, comenta a professora Maria Fernanda Carvalho.

Você é professor ou professora e trabalha com ideias de sustentabilidade na sua escola? Conta pra gente como você faz, comenta aqui no texto! Aproveite e acompanhe nossas redes sociais, Facebook e Instagram, para ficar por dentro de todas as nossas novidades.

Recommended Posts

Deixe um comentário