Aeroporto de São Francisco na Califórnia livre de garrafas plásticas de água

Se você está procurando por uma garrafa de água no Aeroporto Internacional de São Francisco, pense de novo. Pois é, andar apressado pelo terminal deixou você com sede, mas você trouxe uma garrafa de água reutilizável na sua bolsa?

O Aeroporto Internacional de São Francisco espera que sim. A partir de 20 de agosto, você terá que trazer sua própria garrafa de água ou comprar uma de vidro aprovada pelo aeroporto, de alumínio ou de material compostável certificado. Máquinas automáticas de venda de aeroportos, lojas e restaurantes não poderão mais vender garrafas plásticas de água, aderindo à uma lei municipal que proíbe a venda de garrafas plásticas de água em propriedades da cidade, de acordo com a CNN.

Um comunicado do aeroporto disse que a proibição inclui água purificada, água mineral, água gaseificada ou gasosa e água melhorada por eletrólitos.

Esta é uma grande mudança para o aeroporto, disse Doug Yakel, oficial do aeroporto.Apenas apoia ainda mais nossa iniciativa verde.

A iniciativa verde – The green initiative – , que incluiu a proibição de canudos de plástico no mês passado, faz parte de um plano de cinco anos lançado em 2016 para se tornar o primeiro aeroporto de lixo zero do mundo até 2021, de acordo com o The Guardian. O plano, que visa reduzir as emissões de carbono e o uso de combustível fóssil, também faz a transição de pelo menos 90% do lixo do aeroporto para longe dos aterros sanitários, concentrando as vendas em produtos reutilizáveis, recicláveis ​​e compostáveis, de acordo com a Zero Waste Alliance, organização sem fins lucrativos.

Antes da proibição ser anunciada, o aeroporto instalou mais de 100 bebedouros de água e locais para abastecimento de garrafas de água.

Esperamos até agora porque há alguns anos realmente não havia uma forma de fornecer uma alternativa à garrafa de água de plástico, disse Yakel ao The Guardian.

Também está proibido aos restaurantes e lanchonetes do aeroporto que distribuam itens de uso único, a menos que seja solicitado pelo cliente. Estes acessórios incluem pacotes de condimentos, pauzinhos, protetores térmicos e tampas de copos, guardanapos, utensílios de plástico e mexedores de bebida, de acordo com o The Guardian. Além disso, todos os itens que um fornecedor de alimentos distribui devem ser totalmente compostáveis.

Os comerciantes de aeroportos vendem quase 4 milhões de garrafas plásticas de água todos os anos. Esta enorme demanda pode dificultar a transição para embalagens alternativas para os fornecedores de aeroportos, especialmente porque o aeroporto ainda não possui uma política de fiscalização, de acordo com a Associated Press.

O fornecimento de água em garrafas não plásticas ainda precisa atender à demanda dos clientes. E os clientes que procuram a conveniência do plástico podem acabar optando por tomar refrigerantes ou outras bebidas em vez de água, já que estas não são proibidas de utilizar garrafa de plástico.

Os fornecedores de aeroportos conseguiram fazer essa transição suave, evitando plásticos de uso único, graças à maior disponibilidade de utensílios, tampas e copos compostáveis, disse Michael Levine, CEO da empresa que supervisiona o Napa Farms Market.

Mas o impacto da garrafa de água é um pouco mais complicado, disse ele à Associated Press.

Yakel espera que outros aeroportos sigam o exemplo do de São Francisco, o que forçará os fabricantes de garrafas de água a pararem de usar embalagens plásticas.

Esperamos que à medida que a demanda dos varejistas aumente, haverá uma oferta cada vez maior de água engarrafada em algo reciclável, disse Yakel, de acordo com o The Guardian.Esperamos impulsionar essa indústria também.”

 

Fonte: https://www.ecowatch.com/san-francisco-airport-plastic-bottles-2639653501.html?rebelltitem=1#rebelltitem1

Tópicos recentes

Deixe um comentário